Jornal Conexão

Encontro Empresarial 2019 propõe criatividade para entender e promover mudanças

Compartilhe

O jornal O Papel, entrevista o presidente Paulo Roberto da ACE/CDL Lagoa da Prata, confira abaixo:

O PAPEL: Sobre o Encontro Empresarial de 2019, como foram definidos os temas a serem apresentados nas duas palestras (Criatividade e Inovação e A vida é um jogo)?

Paulo Roberto: “Antes de fazer a escolha dos palestrantes e dos temas, o que a gente procura fazer é enxergar o momento que a gente tá vivendo. Nós brasileiros e as pessoas do mundo inteiro estamos atravessando uma fase muito difícil que é de transição para uma nova economia, baseada na tecnologia, onde muitas oportunidades estão sendo oferecidas e também muitos problemas estão surgindo, tanto para quem é colaborador, empregado, quando para quem é empresário. Seguimentos inteiros estão sendo destruídos, profissões seculares passam a não ter mais tanto valor e algumas até foram extintas, então o que a gente precisa nesse momento? Criatividade e muito jogo de cintura. Saber apostar no que realmente vai ser uma boa e canalizar energia no que pode resultar em uma boa qualificação pessoal e do seu negócio.

A escolha dos temas este ano foi feita para que a gente pudesse parar pra pensar as decisões que a gente toma hoje, porque com toda certeza daqui a cinco anos, no Encontro Empresarial a gente vai entender o quão importante foi hoje, 2019, parar pra pensar e realizar algumas mudanças na vida da gente”.

O PAPEL: O Encontro já entra em sua 13ª edição esse ano. Como as empresas tem respondido a este estímulo da Associação Comercial? A entidade tem um feedback dos associados com relação aos temas e aos resultados decorrentes do evento?

Paulo Roberto: “O encontro já faz parte do calendário anual da Associação Comercial e da comunidade empresarial e lagopratense como um todo. Na maioria das vezes a gente colhe muito bons resultados, é sempre bom poder parar pra pensar e refletir aqueles temas que são trazidos. Eles podem provocar tanto mudanças nas pessoas como no lado profissional de cada um. As empresas, de modo geral, recebem muito bem o Encontro Empresarial, tanto é que é sempre um grande sucesso a venda dos nossos stands e a participação do público, afinal temos setecentas, oitocentas pessoas lá por noite, o que não seria possível se não fosse um evento de muita credibilidade por parte da comunidade empresarial… Muitos empresários mostram pra gente como tem sido importante na vida pessoal profissional e da empresa e eventualmente também recebemos críticas, que são pra nós muito bem vindas, porque são elas que fazem com que a gente possa desenvolver um trabalho melhor na próxima edição”.

O PAPEL: A cidade sempre é tida como referência na região com relação ao associativismo e ao empreendedorismo. As cooperativas de crédito, por exemplo, demonstram isso com resultados impressionantes em seus balanços anuais. De que forma esse potencial pode ser melhor aproveitado, Paulo? Como as instituições que são ligadas ao comércio, serviços e indústria – como é o caso das cooperativas e a ACE-CDL tem trabalhado esse diferencial para dar mais impulso a essa característica tão positiva de nossa cidade e nossas empresas?

Paulo Roberto: “Na economia, tudo é cíclico e faz parte de uma cadeia. As nossas cooperativas são fortes como são porque encontram na cidade uma classe empresarial, de fazendeiros, fortes como são. Não daria muito fruto se fosse diferente. A gente tem muito a agradecer a aprender com as cooperativas de crédito, claro, porque elas fazem com que o dinheiro fique e gire na cidade, diferentemente de outras instituições financeiras. As empresas sentem as cooperativas como grandes aliadas e vice-versa. Lagoa da Prata, sim, é destaque e a gente fica muito feliz de ter aqui duas instituições como Lagoacred e Crediprata sendo os grandes maestros dessa economia, ajudando decisivamente a fazer o dinheiro circular e gerar riqueza”.

O PAPEL: Quanto à estrutura física da ACE-CDL, está sendo aguardada a conclusão das obras da nova sede. Já existe previsão? E quais os principais benefícios que essa ampliação vai propiciar aos associados e à comunidade?

Paulo Roberto: “Talvez o grande presente dessa gestão é a entrega da nova sede. Estamos fazendo tudo com um carinho danado e sem nenhum tipo de endividamento, então a gente faz na medida que a gente sente como possível. Vamos entregar essa sede agora no meio do ano e os benefícios são inúmeros e já são percebidos. Só em 2018 a gente treinou 3500 pessoas, muitas delas no Encontro Empresarial e todas as outras em alguma sala – usamos também o auditório da Lagoacred, da Crediprata e da Divina Gula, mas a grande maioria foi nas novas instalações que temos hoje. Essa modernização que a sede nova propicia aumenta demais a qualidade do atendimento e a nossa capacidade de desenvolver eventos, palestras, treinamentos encontros, rodadas de negócios, o que quer que seja. E ainda ficará para a próxima gestão a conclusão do auditório com capacidade para mais de 250 pessoas.

Vai ser um grande presente. Posso dizer que vai ser entregue com pompas e circunstâncias, como ela merece, uma unidade bonita, dotada de toda estrutura e tecnologia que a gente precisa”.

FONTE: opapel.com

%d blogueiros gostam disto: